A Arte do Convívio / by AK47

Estamos inseridos no Recifusion, maior evento de graffiti do nordeste brasileiro que chega à sétima edição. Evento este que sempre propôs a miscigenação, mistura, interação, troca, vivência, experimentação.

Desta vez os caras da produção foram ainda mais fundo na proposta e criaram uma tal de “vivência orgânica”, que nada mais é do que colocar mais de 20 artistas e um grande grupo de colaboradores trocando experiências dentro de um apartamento gigante no centro de Recife por mais de uma semana. Oportunidade incrível para todos os outros envolvidos.

O resultado disso tudo? Difícil resumir.

Grafiteiros mexicanos em conversa frenética. Som alto tocando músicas de Criolo. Artistas naturais de Recife absorvendo conhecimento. Mulheres de postura forte domando os imprevistos da produção. Cheirinho de comida da Vovó suspenso no ar. Criação de laços que certamente ficarão por muito tempo.

Numa certa manhã começaram uma atividade de criação de sketches e telas com temática livre. Técnicas livres também. É impressionante a riqueza e complexidade das obras que nascem dessa proposta. Sinceramente, há muito mais conteúdo nesta sala do que em diversos museus que já visitamos pelo mundo a fora.

Pra entender um pouco melhor essa bagunça organizada que tem sido essa vivência, veja as panorâmicas abaixo e mergulhe no Edifício Pernambuco com o Recifusion 7.

=)

(Imagens deste post por Karol Agante e AK47. Texto por AK47.)