Rio de Janeiro em Marcha / by AK47

Marcha da Maconha ... isso mesmo M.A.C.O.N.H.A ... palavra que ainda parece ser proibida no dialeto das pessoas de bem.

Esse evento anual tem uma proposta forte na discussão desse assunto, e reúne gente de todas as idades, partidos políticos, classes sociais. Acreditem ou não, junta muita gente que também não fuma maconha, mas entende que os efeitos negativos da total criminalização de seu cultivo, uso e venda caem sobre todo mundo. Em outras palavras, na guerra das drogas morrem muitas pessoas que nada tem a ver com a história.

Neste dia de condições climáticas loucas, a aglomeração em frente ao Jardim de Alá começou por volta das 2h da tarde. Sol forte. Muita gente levantando questões importantíssimas no microfone. Relatos e abordagens sob pontos de vista muito variados, tanto pela "população comum" quanto por Doutores e PHDs de várias áreas. O conteúdo da Marcha tem que ser verdadeiro e denso. Não é um evento só de festa.

Pontualmente às 4:20h da tarde começaria a marcha em direção ao Arpoador, mas pontualmente às 4:19h começou uma tempestade animal, haha, que mudou o evento de cara. Pasmem, ninguém foi embora, mas a venda de capas de chuva cresceu trocentos por cento em poucos minutos!

No meio de tanta gente, infinitas cenas engraçadíssimas. Apesar da chuva e vento frio, a fumaceira não parava. Não estou falando do consumo de "plantas proibidas", mas sim de um "carro alegórico" com uma churrasqueira gigante que exalava toneladas de fumaça branca na Viera Souto. Muito bom humor, bom humor que se faz necessário para lidar com um assunto tão delicado.

Peace ... legalize it!

=)

(Fotos por Karol Agante e AK47, texto por AK47.)