Dia de Folga / by AK47

Nos últimos anos o selo de música Fool's Gold lançou muitos artistas e bandas de estilos bem diferentes um do outro, e a maioria é som que eu curto demais ouvir. Além de produzir e lançar álbuns esses caras fazem eventos e festas que a galera pira pra entrar ... e uma das datas mais esperadas no calendário anual é a festa do Labor Day.

De forma bem similar ao Brasil, nessa espécie de "feriado do dia do trabalho", 90% das pessoas tira folga pra beber e enfiar o pé na jaca. E lógico que festas de graça são uma ótima oportunidade pra executar esse tipo de tarefa, haha!

Nos últimos anos o evento teve problemas para conter a multidão que queria entrar, e a quantidade de público superou o esperado em muitas vezes. Ano passado foi necessário chamar a polícia pra controlar o público e manter a sanidade. Pra poupar meu tempo, ao invés de explicar cada detalhe desse tipo de encontro social da "trasheria brooklyana de NYC", assista os vídeos da edição do ano passado. Já vai dar pra ter uma boa idéia. 

 

Convidei um camarada brasileiro que mora no Bronx pra ir com a gente, e o cara me disse que já estava na expectativa dessa festa há meses. Ele foi um dos que ajudou no tumulto da edição do ano passado, e já sabia mais ou menos o que esperar. Antes de entrar no estádio uma chuva quase tropical pesada caiu em NYC, e o tempo de espera na fila quilométrica pra entrar na festa fez com que todo mundo se lixasse pra roupas e maquiagem ... um clima meio Wood Stock já de cara.

Pra aumentar ainda mais o nível de alegria geral, encontramos uma garrafa de vodka de quase dois litros , largada numa moita perto da fila. Como não era permitido entrar com bebida todo mundo na fila se juntou pra tentar esvaziar o recipiente. Essa situação me fez lembrar de como é fácil fazer amigos em momentos de fartura, kkk!

Como já era de se esperar a combinação de vodka grátis, cerveja artesanal e barriga vazia me trouxe uma sensação de embriaguez bastante agradável ... e o som que tocava era 5 estrelas. Clima bom demais.

Me recordo de uns chips com queijo, guacamole e um lance parecido com sanduíche de strogonoff, haha ... lembro também que abriu um sol quente estilo deserto do Saara e que minhas pernas pesavam 8 toneladas cada. Depois acordei em casa, com vontade de comer um doce, haha.

Sobre o final da festa? ... melhor perguntar pra outra pessoa, ou esperar o lançamento do vídeo desse ano.

(Fotos por Karol Agante e texto por AK47)